7 Dicas para Comprar Posto de Gasolina

Você já pensou diversas vezes em comprar um posto de gasolina? Se você está lendo esse artigo você provavelmente já está dando os primeiros passos para alcançar seus objetivos. Talvez essa seja a sua hora de explorar esse segmento que, apesar dos percalços existentes, pode lhe garantir um bom retorno financeiro, caso seja administrado de forma eficiente.

Talvez você já tenha avaliado as outras possibilidades de iniciar nesse ramo de negócios, ainda assim outras leituras permitem que você tenha maior embasamento em sua decisão, sugerimos os seguintes artigos já existentes em nosso blog: “Montar ou Comprar um Posto de Gasolina?” e “Como montar um posto de gasolina?”.

Se você estiver certo de que a melhor opção para seu perfil e capital disponível para investimento é a compra de um posto de combustível já operacional, veja abaixo as dicas que identificamos como essenciais para que você escolha o posto certo para operar:

1. Avalie a rentabilidade do Negócio atual

A partir da utilização do LMC (livro de movimentação de combustíveis) é possível ter uma precisa estimativa da venda mensal do posto e consequentemente você pode ter uma acertada ideia de faturamento futuro. Obviamente, o faturamento projetado não é o único aspecto a ser analisado junto ao vendedor para aferir a lucratividade do negócio, para se ter uma boa ideia dos seus lucros potenciais não deixe de verificar: número de funcionários, cargos e turnos de trabalho, custos de locação do imóvel, custas com água, luz, telefone, custas de manutenção de software, entre outros. Resumindo, você precisa ter informações claras dos custos fixos do negócio.

Para postos que operam com o regime de lucro real, a apresentação do DRE (demonstração do resultado do exercício) é uma boa opção para validar os dados já apresentados anteriormente. No caso da utilização do regime de lucro presumido é mais comum de que o DRE não seja corretamente utilizado. Em qualquer um dos casos se o proprietário atual do posto informar que vende mais do que o demonstrado no LMC ou DRE, fique de olhos bem abertos, isso pode significar potenciais problemas administrativos e legais no futuro.

No caso da existência de loja de conveniência, lavagem e troca de óleo, você deve estender a sua pesquisa também para cada um desses subnegócios. Conversar com o contador atual do posto e verificar se os proprietários possuem uma boa atitude em relação ao fisco pode ser a solução. Dessa forma você saberá que a DRE estará muito próximo da realidade e este será o melhor artifício para definição da sua rentabilidade futura.

2. Localização do posto e concorrência

A localização do posto é fator determinante do sucesso do posto de gasolina. Tendo isso em mente é necessário garantir que o posto esteja em uma localização favorável. É sempre importante avaliar futuras obras na localização do posto que está sendo ofertado para você. Com as normas que o País precisa cumprir para sediar a Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016, é comum que alguma localização tenha o volume de tráfego reduzido até a conclusão de todas as obras. Da mesma forma, duplicações em rodovias também podem atrapalhar seu negócio. Imagine ficar meses vendendo apenas uma parcela do volume de venda projetado.

O mercado de postos é delimitado por pequenas regiões, então é importante analisar qual o valor de venda é praticado para cada um dos combustíveis que fazem parte de seu mix de venda. Para isso é necessário acessar o site da ANP onde você pode ter o acesso aos preços de venda praticados para cada combustível na cidade em que você deseja comprar o posto.

3. Verifique a necessidade de reforma

Postos muito velhos, eventualmente, precisam executar reformas com o intuito de manter a qualidade dos serviços, bem como garantir que não ocorram problemas ambientais. Em alguns casos é possível que até mesmo os tanques devam ser trocados para cumprir as regras ambientais compulsórias. Para garantir que problemas que tenham grande impacto ao seu negócio é necessário contratar assessoria adequada para avaliar quais custos são inevitáveis após a compra do posto.

Contudo, essa mesma característica pode ser vista como uma oportunidade para o seu futuro negócio. Normalmente, postos que são reformados passam a apresentar um volume de vendas maior, e consequentemente, uma maior lucratividade. No caso de postos que utilizam a bandeira de uma grande distribuidora é possível financiar a reforma junto a companhia, veja detalhes na próxima dica.

4. Avalie a duração restante do contrato de CVM

Para postos que possuem uma grande distribuidora de combustíveis permitindo o uso de sua marca, existe um contrato de compra e venda mercantil (CVM) que impõe uma venda mensal mínima ao posto, bem como a duração do contrato por um período mínimo. Em alguns casos, os postos se encontram no final de seus períodos contratuais, dessa forma o envio antecipado da renúncia, normalmente,  implica na apresentação de proposta por parte da distribuidora para que o contrato seja mantido.

Essa proposta da companhia envolve um aporte financeiro, feito pela distribuidora em seu negócio, com o propósito de antecipar seu retorno pelo desempenho futuro. Isso só acontece para postos que cumpriram sua parte do contrato e que possuem potencial para manter o mesmo acordo, ou ainda aumentar o volume de vendas projetado, melhorando assim a proposta de bonificação. Então é conveniente analisar a situação do posto que você está comprando junto a companhia distribuidora. Com esse aporte é possível, caso necessário, reformar o posto ou mesmo utilizar para suprir a necessidade de caixa de seu negócio.

5. Meio Ambiente

Com a emergência de uma consciência ambiental globalizada, as leis e normas que regulam os negócios que podem impactar o meio ambiente ganham maior força e se tornam mais rigorosas. No sentido de evitar a possibilidade de multas ou mesmo o cessar das operações de seu futuro posto, o indicado é solicitar uma avaliação de incomodidades do posto.

Outra possibilidade é a já existência de passivo ambiental devido a irregularidades anteriores praticadas pelo posto. Além de perguntar especificamente a respeito desse quesito, recomendamos a contratação de empresa para pesquisar toda a situação ambiental do posto.

6. Encargos anteriores

Haja visto que, na maioria dos casos, a compra de um posto consiste na transferência da cotas de sociedade dos proprietários anteriores para você e, para ao menos um, sócio, é necessário avaliar se todos os pagamentos de impostos anteriores foram efetuados. Para tanto o ideal é solicitar as seguintes certidões: certidão de recolhimento do FGTS, certidão de débitos de impostos federais, certidão de débitos estaduais, certidão da previdência social, certidão de protestos da pessoa jurídica e das pessoas físicas dos sócios, certidão de ações cíveis, certidão de dívida ativa da união e certidão de débitos municipais.

De todos esses aquele que tem maiores chances de dar problemas é o recolhimento de FGTS, já que a certidão só indica o que foi recolhido e não se o recolhimento foi efetuado corretamente. Para mitigar os riscos envolvidos nesse quesito recomendamos a consulta do contador atual da empresa assim como um contador de sua confiança para avaliar se os valores foram pagos corretamente.

7. Analisar dívidas junto à distribuidora

Caso o posto que está sendo comprado utiliza-se de uma bandeira conhecida como, existe a possibilidade de que o proprietário anterior adquiriu dívida junto a distribuidora para financiar o caixa necessário. Dessa forma, antes de fechar negócio com o vendedor, solicite o contato com o assessor comercial da distribuidora para avaliar se existe algum saldo devedor junto a companhia.

Caso exista algum saldo isso pode não ser um problema, contudo você deve levar em consideração essa situação e utilizar como argumento para a sua negociação com o vendedor do posto.

Considerações Finais sobre a Compra

Todas as recomendações anteriores tendem a acarretar em maiores custos: auditoria ambiental, auditoria fiscal, análise financeira do negócio; caso você contrate empresas especializadas para analisar cada um dos pontos, o que é extremamente recomendado, você facilmente vai gastar alguns milhares de reais.

Entretanto, para negócios que facilmente ultrapassam a casa de milhões de reais, esses custos são mínimos e garantem que os riscos de prejuízos caiam consideravelmente. Boa sorte com a sua compra e sucesso!

Gostaria de contratar meus serviços?

Seu nome *

Seu e-mail *

Seu telefone *

Sua Mensagem *

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *